29/09/13

Solução fixa implanto-suportada com extensão

Prótese híbrida

Em que consiste?


Trata-se de uma solução intermédia entre a prótese fixa completa e a sobredentadura implanto-suportada. Este dispositivo reúne as vantagens do conforto da prótese fixa e as vantagens estéticas da prótese removível. Trata-se de uma prótese completa acrílica que reproduz os dentes, a gengiva e é aparafusada a pilares implantares.
Não entra em contacto directo com as gengivas e por isso denomina-se de com extensão. No seu interior está uma armação metálica e chama-se vulgarmente de prótese híbrida; é composta por acrílico e metal. Essa armação metálica é aparafusada aos pilares implantares e sobre ela são montados os dentes artificiais. A armação metálica ou barra contribui para a sua resistência e faz parte da estrutura principal da prótese.
Este tipo de concepção de prótese é suportada, geralmente, por 4, 5 ou 6 implantes dentários.

Vantagens:

  • A prótese é fixa e a pessoa não a pode retirar, não oscila.
  • A grande vantagem é porque não tem palato ou céu da boca e por isso não interfere com a fala.
  • O médico dentista pode remover ou desmontar com facilidade a prótese no seu consultório para a limpar.
  • É possível recriar quando necessário gengiva artificial para melhorar a estética.

Solução no desdentado total

Sobredentadura
Sobredentadura

Sobredentaduras - Prótese fixa em dois implantes dentários


Na reabilitação de um edêntulo total apresentam-se várias soluções e hipóteses.
Este artigo visa explicar e referir o conceito de sobredentadura. Já todos ouvimos falar de dentaduras fixas.

Em que consistem ?


Trata-se de uma prótese removível acrílica tradicional que utiliza para aumentar a sua estabilidade um sistema de retenção implanto-suportada. As sobredentaduras utilizam diferentes tipos de retentores que são aparafusados nos cilindros de titânio osteo integrados no osso mandibular.

Tipos de conexão:

  • Macho/ fêmea ou botão de pressão. A parte macho é aparafusada ao cilindro de titânio e a parte fêmea é adaptada à prótese com o auxilio de resina acrílica.
  • Barra de união; a barra é um elemento produzido em laboratório de prótese dentária e aparafusada aos cilindros de titânio através de pilares intermédios.

Em que casos se aconselha este tipo de prótese?

As sobre dentaduras são aconselhadas a pessoas com reabsorção severa ( falta de osso na mandíbula). Pessoas que usam próteses removíveis com dificuldade de sustentação podem optar por esta solução.


Vantagens das sobre dentaduras fixas:
  • Excelente estabilidade da prótese quando se fala ou mastiga. A prótese não oscila.
  • Maior conforto e segurança em relação a uma prótese dentária removível acrílica tradicional.
  • A estética é favorecida pela maior sustentação dos lábios e do sorriso gengival. A face fica mais preenchida e o rosto favorecido e com aparência mais jovem.

20/09/13

O que é a placa bacteriana?

Higienistas orais

O sucesso a longo prazo do implante dentário está directamente relacionado com a boa higiene oral. O controlo da placa bacteriana e higiene são muito importantes.
A placa bacteriana é uma substância formada da saliva onde vivem bactérias que estão na boca de cada pessoa.

A função dos higienistas orais é precisamente a educação e motivação de um candidato a implantes com placa bacteriana. A função do higienista é explicar e ensinar as medidas de prevenção.
Após a cirurgia os pacientes são aconselhados a realizar bochechos com duas a três vezes por dia com clorehexidina. As propriedades de esta substância associadas às propriedades antibacterianas possibilitam um correcto controlo da placa. O higienista oral aconselha também os escovilhões adequados de forma a tornar eficaz o controlo de placa inter-proximal.

A acumulação de placa bacteriana favorece o desenvolvimento de alterações inflamatórias nos tecidos moles. Se não for tratada poderá levar à destruição dos tecidos e provocar uma perimplantite.

Manutenção

implante dentario
Manutenção de implantes
Visitar o dentista é determinante para o sucesso a longo prazo da implantologia. Tanto o médico  como o paciente devem manter a preocupação de vigiar a saúde dos tecidos perimplantares (osso e mucosa) evitando assim complicações futuras ou fracassos secundários.
Higiene bucal 
É muito importante e indispensável a colaboração do paciente. O médico deverá ensinar a cada paciente a utilização correcta dos instrumentos de escovagem. O objectivo é que a eliminação diária da placa bacteriana seja eficaz.
Pós-cirúrgica
Após a cirurgia e até retirar os pontos o paciente deve fazer bochechos. A gengiva , pilares implantares e mucosa devem ser escovadas com uma escova macia e algumas semanas depois retomar a escovação normal.

A  longo prazo
A prótese e a área de junção devem ser mantidas limpas com o auxilio de escova manual ou eléctrica. As pastas dentífricas devem ser pouco abrasivas e sem fluoretos ácidos. O fio dental deve ser trançado, reforçado, fino ou espesso e usado diariamente.
O controlo regulare no dentista implica exame clínico, exame radiográfico, controlo da eficácia da higiene do paciente, eliminação dos depósitos de placa e tártaro.

Exame clínico - consiste em apreciar o aspecto da mucosa e controlar o índice de placa e a quantidade de tártaro. Neste exame é medida a profundidade das bolsas em volta dos implantes com sondas de plástico. É feito o controlo da oclusão da prótese.