17/08/18

As soluções em implantologia



A implantologia é uma área da medicina dentária dedicada a reabilitar desdentados ou pessoas com falta de dentes.

Que tipo de soluções existem em implantologia?

All on 4 Implantes Dentários


implantes dentarios

A técnica ALL-ON-4 permite a pessoas sem dentes , total ou parcialmente desdentadas e com atrofia do osso do maxilar, ou seja, com grande défice  óssea,  serem reabilitadas com 4 implantes. 

A grande vantagem é não ser necessário  recorrer a técnicas de enxertos de osso ou de elevação de seio.


O procedimento consiste em inserir dois implantes inclinados até 30% graus na zona posterior onde existe a tal falta de osso e dois implantes no setor anterior. Aos implantes aparafusa-se próteses fixas (fabricadas de acrílico, as denominadas dentaduras) ou as coroas ou pontes de cerâmica.

Implante unitário fixo ou múltiplos para preencher a falta de um ou mais dentes


O implante unitário preenche a falta de um dente. Se lhe falta um dente apenas e não se adapta a próteses removíveis, a técnica do implante unitário é a indicada para si.
 Ao implante unitário e após ósseo integração, é  aparafusada ou cimentada uma coroa dentária. Com este procedimento  a falta de uma peça dentária é preenchida. E possível substituir a falta de dois , três ou mais dentes com a inserção de dois ou três ou mais implantes. Utilizam-se pontes de cerâmica e pônticos assentes na gengiva cujas extremidades são aparafusadas ou cimentadas a  implantes.

Implantes zigomáticos o que são?


Esta técnica utiliza-se quando não existe mais nenhuma alternativa para resolver o problema da falta de osso no maxilar superior. Tiram-se radiografias tais como a TAC que fornece imagens a três dimensões.
Só o dentista pode aconselhar a inserção de implanteszigomáticos. É feito com anestesia geral e em ambiente hospitalar. Planeia-se a parte protética da reabilitação oral. A técnica consiste essencialmente na introdução de dois implantes no maxilar superior. Estes implantes são ligeiramente mais compridos que os habituais e são fixos no osso zigomático das maças do rosto.

Os benefícios dos implantes dentários


1.A face fica mais harmoniosa:

Os implantes contribuem para preservar o osso maxilar  e por conseguinte evitam a deterioração da estrutura da face que com a ausência de peças dentárias tem tendência para encovar. A face com o tratamento fixo fica mais preenchida , harmoniosa e bonita. A pessoa parece mais nova e mais atraente.

3. O sorriso é mais bonito:

Este tratamento de medicina dentária ajuda a disfarçar as rugas da face, esta fica mais preenchida. Os lábios têm tendência a ficar mais finos devido à deterioração dos maxilares. Com o tratamento a pessoa readquire um sorriso confiante e agradável. A aparência melhora.

4.Desaparece a dificuldade em mastigar alimentos:

Com o tratamento fixo, desaparece o desconforto das suas dentaduras que oscilam com a mastigação. O embaraço e o constrangimento ao falar e comer, são eliminados. Vai fica mais confiante e seguro porque consegue falar melhor e mastigar os alimentos com facilidade.
Os possíveis problemas gastrointestinais causados pelos alimentos duros deixam de existir.Oo organismo funciona melhor.

5. Os implantes podem durar uma vida:

Ninguém sabe exatamente quanto tempo duram os seus implantes dentários. Existem casos  de pessoas que os usam à mais de quarenta anos.
A durabilidade dos implantes dentários depende dos cuidados a ter com a sua higiene e as visitas de rotina no dentista.

Tal como um automóvel que precisa de manutenção, os implantes também precisam de cuidados.
Se a higiene dentária for regular e se a pessoa não for portadora de doenças sistémicas graves, os implantes podem durar muitos e muitos anos ou até uma vida.

A durabilidade dos implantes depende de si. O segredo é cuidar do seu tratamento dentário.

Fonte: Canadian Dental Association  

19/07/18

Plasma e regeneração óssea


regeneração óssea
O plasma rico em plaquetas acelera naturalmente o processo de regeneração óssea; contribui para agilizar o processo de cicatrização e crescimento dos tecidos envolventes.

Existem diversas formas de obter o plasma rico em plaquetas. O procedimento consiste na separação e concentração das mesmas e os fatores de crescimento que elas contêm.

O sangue é de extrema importância na função biológica do homem. Cerca de 50% é formado por células, euritrócitos, leucócitos e plaquetas. A outra metade é constituída por um liquido aquoso amarelado que contém sais minerais, proteínas, açucares e gorduras. As plaquetas são pequenos fragmentos de células não nucleadas e têm grandes reservatórios de fatores de crescimento.
O uso do fator de crescimento é considerado por variadíssimos autores como um marco na medicina em geral. Particularmente na medicina dentária utiliza-se para corrigir defeitos ósseos, aumento do rebordo alveolar, enxertos e levantamento de seio.

Quais os benefícios do plasma rico em fatores de crescimento?

·         Tem efeitos positivos no processo de cicatrização de forma quantitativa e qualitativa.
·         Promove a função dos fibroblastos e osteoblastos .
·         Promove também a aceleração dos fatores de crescimento em outras células tais como os macrófagos.

Qual  a técnicas para obter o plasma rico em plaquetas?

O sangue é colhido em sistema de vácuo usando tubos de 5 ml com solução anticoagulante. Os tubos são posteriormente centrifugados e o sangue é separado em três componentes básicos; glóbulos vermelhos na parte inferior do tubo, plasma rico em plaquetas no meio do tubo e plasma pobre em plaquetas na parte superficial do tubo. Existe um tempo de cerca de 20 minutos para se formar o gel de plasma rico em plaquetas. É depois aplicado durante a cirurgia na área do defeito.

Existem riscos ou contra indicações na utilização do plasma?

A escolha do paciente é principalmente baseado na ausência de doenças locais ou sistémicas que possam contra indicar o tratamento. Excluem-se pessoas com estados hipovolémicos graves, isquémia miocardia, angina instável , doença coronária, sepsis e outras. Não existe risco de infeção ou de transmissão de doenças.

Conclusão sobre os fatores de crescimento :

A técnica para a obtenção do plasma rico em plaquetas é de fácil execução e pode ser feito em ambulatório. Não necessita de pessoal especializado nem material especifico. Tem um custo acessível e a sua preparação é rápida e fácil de executar. O plasma é uma excelente solução para acelerar a regeneração óssea.

Fontes bibliográficas: webmd,wikipedia

30/06/18

Falta de osso - Qual a solução com implantes dentários?

Implantes de dentes
A boca é composta por dentes, língua, palato ou céu da boca , maxilar e mandíbula. Os dentes estão fixos no osso maxilar ou na mandíbula. A mandíbula é o osso que fica na parte inferior do crânio; auxilia a mastigação e a fala.

A falta de osso pode existir no maxilar superior ou na mandíbula. No primeiro caso, é muito frequente a perda óssea na zona posterior, principalmente se os pacientes perderam dentes em idade precoce. A ausência de dentes, durante periodo prolongado, contribui para a recessão óssea.

Por cima do maxilar superior, existe uma cavidade, na zona dos molares e dos pré-molares, essa cavidade denomina-se de seio maxilar.

Quais são as causas da falta de osso?

  • A ausência de dentes prolongada.
  • A reabsorção óssea causada pela falta de dentes e pela ausência de próteses de substituição.
  • O aumento do volume do seio maxilar ou a sua pneumatização. O seio maxilar é constituído por cavidades preenchidas por ar.

Qual a solução para a ausência de osso no maxilar superior?

O procedimento médico necessário para resolver o défice de osso do maxilar superior, é a cirurgia de elevação do seio maxilar com enxerto. Estas cirurgias podem ser feitas recorrendo ou não à utilização da tecnologia Plasma Rich in Growth Factors. 

Existem riscos associados à elevação de seio?

A técnica de elevação de seio do maxilar é utilizada com frequência. Desde que executada por profissionais de saúde habilitados e experientes, é uma excelente solução, e conseguem-se excelentes resultados com o objectivo de aumentar a densidade no osso do maxilar superior.

Soluções com implantes dentários quando existe falta de osso:
  • Elevação do seio, procedimento que permite a posterior colocação de implantes dentários.
  • Enxerto de osso e a utilização de biomateriais. 
  • A técnica do ALL ON 4. Esta técnica permite colocar quatro implantes, dois inclinados, em zonas onde a densidade óssea é maior. Com os 4 implantes em um maxilar é possível fixar todos os dentes.
Saiba mais sobre implante dentário....

Fonte wikipedia  , American Academy


22/06/18

Vitamina D influencia os tratamentos dentários


A vitamina D no organismo
A vitamina D é importante para o sucesso do implante dentário.

Se tem falta de dentes, certamente os implantes dentários são uma solução. As próteses removíveis são desconfortáveis, não ter dentes significa não conseguir mastigar nem falar, afeta a estética. Por isso muitas pessoas em todo o mundo escolhem a cirurgia de implantes dentários para melhorar a sua qualidade de vida.

Quando se pensa em implantes dentários é importante reunir condições de saúde favoráveis  para o sucesso dos mesmos.

Um dos fatores que vai influenciar o sucesso é os níveis de vitamina D no seu organismo.

Como a vitamina D influência o sucesso dos implantes dentários?

Os suplementos vitamínicos são muito importantes para pessoas com mais de 65 anos de idade. A saúde dos ossos e das articulações é fundamental para o nosso bem estar. 

Com os anos os nossos ossos e articulações ficam mais fracas e por isso é necessário uma dieta equilibrada, o exercício, apanhar sol e tomar vitamina D. Estes procedimentos beneficiam eventual artrite reumatoide, doenças cardíacas e a esclerose múltipla.

Pesquisas recentes indicam que a falta de vitamina D influencia o declínio cognitivo e a perceção mental .

A vitamina D é também muito importante para o sucesso a longo prazo dos implantes dentários uma vez que a sua presença ou ausência determinam a integração no osso. 

A vitamina D melhora a saúde das gengivas auxiliando na produção de compostos que reduzem os níveis de bactérias na boca.

É importante que as gengivas estejam sãs para ajudar na integração dos implantes a longo prazo, assim como a higiene.

Como conseguir níveis adequados de vitamina D?

  • Apanhe sol diariamente durante pelo menos 20 minutos.
  • Consulte o seu médico e informe-se sobre a necessidade de tomar suplementos.
  • Se equaciona colocar um implante dentário verifique o seu nível de vitamina D.
  • Finalmente apanhe sol todos os dias evitando as horas de maior calor para que não exista o risco de cancro da pele ou as queimaduras solares.
Fonte: Dental News

05/06/18

O que são pontes dentárias?


A coroa é uma restauração artificial fixa. Fixa-se sobre dente ou sobre implante . Se o dente está muito estragado e não é possível reconstruir, nesse caso a melhor opção é uma coroa de cerâmica  ou coroa de zircónio.

O que é uma ponte dentária?

Na medicina dentária, a ponte é a melhor solução para substituir dentes. Enquanto uma coroa substitui um único dente, a ponte substitui vários dentes. Por isso a ponte coloca-se sobre dentes adjacentes ou sobre dois ou mais implantes.

Características de uma ponte

A ponte tem que ser suportada por dentes e raízes saudáveis. Os dentes são preparados para suportar essa ponte. Em alguns casos desvitaliza-se e talha-se o dente. A ponte cola-se com firmeza sobre dentes e implantes.

Com as pontes adquire-se uma estética perfeita. Não se distinguem dos dentes naturais adjacentes.

Tal como os nossos dentes precisam de cuidados de higiene. Também é necessário equacionar quais os alimentos que pode comer. Evite alimentos muito duros que danificam os seus dentes e também as pontes dentárias.

O que é a Medicina Dentária Estética?

Quando os dentes estão danificados e são extraídos é necessário reconstruir o seu sorriso.

 Os dentistas dedicados à estética do sorriso apresentam soluções para substituir esses dentes. Por outro lado a reconstrução dos dentes considerando a estética da face é muito importante.

O que quer dizer implante dentário?

É a substituição artificial da raiz do seu dente. Vamos colocar sobre ele uma coroa ou uma ponte fixa. O material do implante é o titânio; biocompatível com o organismo.

Pontes sobre implantes

Ao encaixar em implantes não é necessário talhar o dente nem preparar ou polir. As pontes sobre implantes aparafusam ou colam.

O que falta saber sobre próteses fixas ou dentaduras?

As dentaduras são fixas sobre implantes ou removíveis. No caso dos implantes dentários restauram a estética do sorriso. São muito bonitas e económicas. São muito populares tanto as removíveis com as fixas.
➤As dentaduras removíveis assentam na gengiva e são indicadas para quem não tem dentes.
➤As coroas aparafusam-se a  implantes.

01/06/18

Quanto custa o All on 4?

Implantes dentários All on 4
O All -on 4 implantes nas nossas clínicas custam de 2600 Euros a 5000 Euros por maxilar. Este valor depende do tipo de prótese; com dentes em acrílico ou em cerâmica. Está incluído no preço os 4 implantes e os diferentes tipos de prótese.
Não está incluído uma dentadura removível ou radiografias dos maxilares. Se for necessário uma dentadura removível acresce 200 Euros. 

·         ➤O custo dos implantes ALL-ON-4 varia entre 2600 e 5000 Euros.
·        ➤ Ambos os maxilares custam entre 5000 e 10 000 Euros.
·         ➤A TAC dentária custa 60 a 120 Euros, dependendo se é um ou dois maxilares.

O que está incluído no custo do All-on-4 implantes?

  • ·          A primeira consulta de avaliação.
  • ·          A cirurgia dos implantes.
  • ·          A inserção de 4 implantes no maxilar.
  • ·          A consulta de avaliação pós- cirúrgica.
  • ·          A remoção de sutura.
  • ·           A prescrição médica pós cirurgia.
  • ·          Entregamos gelo em bolsa para aplicar na zona.
  • ·          Todas as radiografias apicais.
  • ·          A colocação de parafusos cicatrizadores.
  • ·          Tiragem de modelos da boca e envio para laboratório.
  • ·          A oclusão da ponte dentária ou dentadura hibrida.
  • ·          A entrega de ponte dentária fixa alguns meses depois.
  • ·          Entrega de documento sobre normas europeias e garantia do implante.

O que não está incluído no preço do ALL-ON-4 implantes?

Não estão incluídas radiografias tal como o TAC dentário que custa 60 Euros por maxilar.
Acresce dentadura removível que custa 200 Euros por maxilar se necessário.

Quanto tempo demora um tratamento All-on-4?

O All-on-4 pode ser ou não, implantes imediatos. Esta página é dedicada ao protocolo em que  os implantes são inseridos, a integração demora de 3 a 5 meses. Finalmente fabrica-se a ponte dentária fixa. Se tem duvidas sobre o tratamento leia este capitulo. Vai ficar esclarecido sobre o todo processo do tratamento.

1.Os implantes são inseridos e demora cerca de uma ou duas horas dependendo do numero a colocar.
2. No mesmo dia entrega-se uma dentadura removível de 12 a 14 dentes.
3.O tempo de integração varia de 3 a 5 meses.
4. Por ultimo fabrica-se a ponte dentária. Fazem-se provas. Este processo demora uma ou duas semanas dependendo do material escolhido.

Sou candidato aos implantes  ALL-ON-4 ?

Os implantes são adequados à maioria das pessoas. O ideal é que seja saudável e com bons hábitos de vida e higiene. Se assim for, os implantes ALL-ON-4 são adequados para si. Pessoas com doenças sistémicas usam implantes, no entanto, têm que ser avaliadas porque cada caso é um caso.

Se tem amigos ou familiares que colocaram implantes aconselhe-se com eles. A experiência dos seus amigos e familiares podem ser muito uteis para tirar as suas próprias conclusões.
Fale com o seu dentista sobre todo o procedimento, esclareça todas as dúvidas na sua primeira consulta de avaliação.

Cuidados com os implantes All on 4 

Não esqueça que os cuidados dentários  são muito importantes para a longevidade dos implantes. Visite o dentista pelo menos uma vez por ano para limpeza e higiene da prótese. É muito importante que compareça regularmente nesta visita porque faz-se ajustes da prótese e tira-se raio - x para controlar as suas estruturas dentárias.
Os implantes são um excelente investimento para a sua saúde e bem estar. Com os devidos cuidados duram décadas.

31/05/18

Periodontite

Os perigos ao ignorar os sinais da periodontite


A periodontite é a doença das gengivas. A inflamação das gengivas pode significar problemas sérios como a periodontite e por isso se tiver a gengiva inflamada e vermelha consulte de imediato um periodontista. 
Não espere muito tempo até consultar o especialista porque as consequências podem ser irreversíveis.

As razões do aparecimento da periodontite


A higiene oral é extremamente importante para manter os dentes sãos e as gengivas. Vejamos o que pode acontecer se a limpeza da boca for negligenciada:

A placa bacteriana forma-se entre o dente e a raiz junto à gengiva.
O tártaro fica muito resistente.
O tártaro e a placa infiltram-se na raiz do dente e criam bolsas periodontais.
As bactérias originam inflamação.
A inflamação e as bolsas periodontais  contribuem para a recessão óssea.

O risco de periodontite é maior se estiverem reunidos os seguintes fatores:

  1. Deficiências de vitaminas
  2. Problemas de alimentação e nutricionais
  3. O fumo do cigarro
  4. A ingestão de bebidas alcoólicas
  5. O stress

Os primeiros sinais da doença das gengivas

As gengivas ficam inflamadas e sangram
A gengiva retrai
Os dentes oscilam
Mau hálito

A periodontite e a sua influência nos implantes dentários


A doença das gengivas não está relacionada apenas com pacientes que têm dentes naturais. Os portadores de implantes dentários, negligenciando a higiene dos implantes estão sujeitos também a esta doença. No caso dos implantes, a doença denomina-se de periodontite. Por isso os dentistas avisam da necessidade da higiene e das consultas regulares de controlo dos implantes dentários.

Tratamento da periodontite e os implantes dentários


Nos casos mais ligeiros, a doença no seu estado inicial chama-se de gengivite. Neste caso, a escovagem frequente dos dentes e implantes, o uso de fio dentário e antisséticos orais pode resolver o problema.

Nos casos mais sérios deve consultar um especialista em periodontia.

  1. O dentista especialista tira radiografias da boca tais como a ortopantomografia e faz um exame minucioso avaliando o grau de infeção e as estruturas dentárias.
  2. Transfere para um higienista oral ou o próprio dentista procede à limpeza dentária.
  3. Se a destartarização não for suficiente para resolver a infeção das gengivas, o dentista limpa as bolsas periodontais e desinfeta a zona atingida. O tratamento pode consistir em curetagem da gengiva. O dentista procede a uma incisão na gengiva e limpa as bolsas atingidas.

Problemas relacionados com a periodontite


A doença das gengivas deve ser levada muito a sério para prevenir outros problemas de saúde graves.
As bactérias das bolsas periodontais podem entrar na corrente sanguínea causando problemas sérios no coração, nas articulações, nos rins ou nos pulmões. Esta doença da gengiva agrava os diabetes e as doenças cardiovasculares.

O que fazer para evitar a periodontite?

Para manter uma boa saúde em geral é importante preocupar-se com a saúde dos seus dentes.
A escovagem várias vezes ao dia, o uso de fio dentário, a visita regular no dentista para check-ups e limpeza profissional são procedimentos fundamentais para evitar a doença das gengivas.

12/05/18

Zirconia ou coroa de cerâmica?

Coroas de cerâmica ou zirconio
A coroa dentária é uma excelente solução para pacientes que têm dentes muito deteriorados. É também solução para dentes mal posicionados ou tortos. Quando já não é possível reconstruir o dente e a raiz está em boas condições, a coroa dentária resolve o problema.

As coroas são cimentadas em dentes que depois de talhados podem suportar o novo dente ou em implantes dentários.

Quando se coloca uma coroa no nosso próprio dente?

As principais razões são as seguintes:
  1. Depois do tratamento desvitalização, quando a raiz do dente está saudável e sem infeções.
  2. Quando o dente está muito danificado e já não pode ser reconstruído com resina.
  3. Um ou mais dentes estão mal posicionados e essa deformidade não pode ser tratada com aparelhos dentários. Muitas pessoas recorrem às coroas para melhorar o sorriso.

Procedimento para preparar o dente antes de colocar a coroa

  • Trata-se o canal radicular. Faz-se a desvitalização ou endodontia que consiste na remoção do nervo. É o nervo que causa dor. Por isso antes de colocar uma coroa, na maioria dos casos procede-se ao tratamento da raiz.
  • O dentista talha o dente e faz um falso coto ou aproveita o próprio dente destruído para reconstruir o suporte onde a coroa irá assentar.
  • A coroa é cimentada ao dente preparado.

Como se coloca uma coroa no implante dentário?

  • Depois da cirurgia e após integração do implante no osso, tiram-se modelos a gesso do maxilar e enviam-se para laboratório para o fabrico da coroa.
  • A coroa é fabricada por um técnico de prótese dentária através da tecnologia Cad/ Cam.
  • Fazem-se provas, escolhe-se a cor desejada. A nova coroa deve ser da mesma cor dos dentes em redor.
  • Entrega-se a coroa que é cimentada ao dente ou ao implante.

Qual a melhor solução? Zirconia ou cerâmica?

Ambas as soluções oferecem um tratamento com qualidade. A maioria das pessoas escolhe a metal cerâmica que é ligeiramente mais barata. Porém em dentes frontais a escolha é a zirconia.
São excelentes soluções mas existem algumas diferenças entre elas.

A estética 

Ambas são muito bonitas, no entanto, a coroa de zirconio é mais translucida e tem por isso um aspeto um pouco mais natural.

O preço

A coroa mais barata é a metal cerâmica que é composta por metal no seu interior e coberta a cerâmica. As coroas de cerâmica pura e zirconio são um pouco mais caras. Se o paciente for alérgico a algum metal o ideal é que escolha a zirconio porque é livre de alergias.

Durabilidade das coroas dentárias

Ambas duram muito tempo. Consideramos que a zirconia é um pouco menos resistente. No entanto, a coroa metal cerâmica tem metal no seu interior, é por isso muito resistente mas a cerâmica pode lascar.
Não se preocupe com isso porque a reparação é um procedimento simples tanto num caso como no outro. 
Tal como os nossos dentes que quebram, as coroas também podem quebrar. 
Certos alimentos muito duros tais como as castanhas piladas ou amêndoas da Páscoa podem danificar os nossos dentes e também as coroas.

01/05/18

Razões para aumento de osso

A pricipal razão para aumento de osso no maxilar é a de conseguir que os implantes sejam instalados
regeneração óssea
Aumento de osso - biomateriais
com sucesso.
Os dentes fixos no maxilar denominados de implantes dentários conseguem fazer sorrir.
A qualidade do osso da mandibula ou maxilar pode estar em causa se já teve os seguintes problemas orais:

  1. Extração de dentes.
  2. Falta de dentes durante muitos anos.
  3. Gengivite.
  4. Periodontite.
  5. Acidente com trauma no rosto ou na mandíbula.

Aumento de osso passo a passo

O aumento de osso é um procedimento pouco invasivo, indolor.
O aumento de osso é realizado por um médico dentista dedicado à implantologia. Em alguns casos o aumento de osso é realizado em simultâneo com a extração de um dente.

O procedimento é realizado com anestesia local. O profissional de saúde faz uma incisão no tecido gengival e expõe o osso. É introduzido o material de enxerto ósseo que pode conter colágeno e proteínas que estimulam o crescimento ósseo. Depois a zona é suturada e a gengiva fica fechada.

O bio material é absorvido pelo organismo. Este processo pode levar alguns meses, cerca de 3 a 5 meses até ser possivel inserir os implantes.

Cada caso é um caso e existem inúmeros procedimentos adequados a cada pessoa.

Os tipos de osso

Existem várias opções de bio materiais para enxerto de osso ou elevação de seio.

Utiliza-se osso da própria pessoa, de animais ou sintéticos; São geralmente tratados em laboratório.
O osso da própria pessoa pode ser removido com anestesia de uma parte do corpo e utilizado na zona em falta.

26/01/18

Qual o sucesso dos implantes dentários?


sucesso implantes
Apesar da inovação nos cuidados dentários, milhares de Portugueses sofrem de perda dentária, principalmente por causa da doença das gengivas (periodontite), devido a acidentes e à doença cárie.

Durante muitos anos, a única opção disponível para as pessoas que perdiam dentes eram as dentaduras e as pontes dentárias.
Nos dias de hoje existe a opção fixa dos implantes dentários.

O que são os implantes dentários?


Implantes dentários substituem as raízes de dentes ausentes. Servem de ancora para criar um novo dente e muito semelhantes a dentes naturais.

Quais as vantagens dos implantes dentários?


  • Melhoram a aparência. Parecem e sentem-se como dentes naturais. Fundem-se com o osso do maxilar e permanecem durante muitos e muitos anos. 
  • O rosto fica mais preenchido e isso significa uma aparência mais jovem.
  •  Durabilidade. Os implantes duram muito tempo e podem permanecer anos ou décadas. Se os cuidados forem permanentes e constantes podem durar uma vida.
  • Confortáveis. Não se comparam às próteses dentárias removíveis que oscilam e necessitam de fixadores. Os implantes mantêm-se no lugar e são confortáveis.
  • Mais fácil mastigar. Com as tradicionais dentaduras torna-se difícil mastigar correctamente os alimentos. 
  • Os implantes dentários comportam-se como dentes naturais e não existe nenhuma dificuldade em mastigar.
  • Melhoram a confiança. Restituem o seu sorriso e confiança.

Qual é a taxa de sucesso dos implantes dentários?

A taxa de sucesso dos implantes dentários varia de pessoa para pessoa. Depende de diversos factores tais como a falta de osso, a saúde da pessoa em geral, a higiene e os cuidados a ter. Em geral os implantes dentários têm uma taxa de sucesso superior a 98%. Cuidados e higiene adequada contribuem para o seu sucesso e se assim for podem durar uma vida.

Fonte: OMS

23/06/17

Implantes para estabilizar as dentaduras



implantes dentarios


Sente-se desconfortável porque as suas próteses oscilam? Os implantes dentários podem ser a solução.

Algumas pessoas portadoras de próteses dentárias queixam-se de desconforto ao mastigar, sentem as próteses a oscilar na boca.
A preocupação constante de que as dentaduras podem mover-se ao sorrir e falar, influencia a auto estima. Tendencialmente diminui. Existem fixadores para próteses que ajudam a estabilizar, no entanto, não é prático e é pouco higiénico.

Se vive esses problemas diariamente, se usa próteses removíveis, este artigo é para si. A melhor opção para estabilizar próteses é a colocação de implantes com retenção.

Como é que os implantes ajudam a estabilizar uma dentadura?

Prótese dentária
Com a colocação de dois implantes convencionais de titânio ou dois mini implantes, a sua dentadura fica fixa. Com o recurso avançado da implantologia consegue resolver de uma só vez, o problema da prótese solta na mandíbula.

Estes implantes ou mini implantes, são colocados onde existe osso suficiente. Após osteo integração, cerca de dois a três meses, pequenos elementos que servem como retentores, semelhantes a encaixe de bola, macho/fêmea, são anexados ao implante e a sua função é reterem a prótese de dentes no local exacto sem oscilações.

Com uma simples cirurgia de implantes, submetendo-se à técnica de estabilização de prótese dentária, a sua vida transforma-se de maneira positiva, pois a confiança é readquirida.

Quanto custa estabilizar uma dentadura? A técnica é cara?


Modelo a gesso com pinos
Quando se pensa em implantes dentários, sejam os convencionais, a carga imediata ou os mini implantes, estamos a imaginar um tratamento a longo prazo e os seus benefícios. As próteses fixas nos implantes proporcionam conforto e segurança a quem as usa. A qualidade de vida, a estética facial, tudo melhora. A pessoa fica espiritualmente mais forte, saudável e confiante. A maioria não esconde a surpresa e confessa que já o deveria ter feito à mais tempo.


                                                           

A solução mais económica é os dois implantes ou mini implantes, por baixo da dentadura, com o objectivo de segurar a prótese com todos os dentes.
Nos Centros de implantologia Vita  existem várias soluções para segurar próteses.




 A sua prótese oscila? Sente-se desconfortável? Entre em contacto e informe-se sobre as técnicas disponíveis.

15/09/16

Quanto tempo duram os implantes?

O implante dentário é uma excelente solução para o problema da falta de dentes. Restitui a forma e a função do dente perdido. Os implantes dentários contribuem para uma melhoria da saúde oral, aumentam a auto estima e a confiança. Os problemas psicológicos causados pela perda de dentes desaparecem.
Existem  outros dispositivos para preencher a falta de dentes tal como as dentaduras. As dentaduras são aparelhos removíveis que se colocam na boca, no maxilar superior ou mandíbula e cujo objectivo principal é ajudar na mastigação e preencher a falta de dentes. Porém, e por serem móveis, causam desconforto ao falar e mastigar. Não se comparam aos implantes dentários que por serem soluções fixas transmitem outra segurança e conforto a quem os usa. Para além do conforto e segurança podem usar-se a longo prazo. Os implantes de dentes podem usar-se durante muitos e muitos anos.

Implantes dentários

Está a pensar colocar implantes dentários para substituir dentes perdidos ? Imagina quanto tempo podem durar? Será que podem durar décadas desde o dia em que são fixos no osso maxilar?


A resposta a esta pergunta é a de que os implantes dentários podem durar uma vida. Mas...apenas se as pessoas fizerem a manutenção adequada, ou seja se os cuidados com os implantes forem correctos e constantes. Se assim for, sim, os implantes podem durar uma vida.

Tal como os dentes naturais, os implantes precisam de escovagens frequentes. O uso de fita dentária ajuda a remover eventuais restos de alimentos.Uma alimentação equilibrada e saudável contribui para um melhor organismo e óptima saúde em geral. É importante assegurar a higiene dentária para evitar os eventuais problemas orais. A limpeza da boca é uma medida de prevenção da cárie e de outras doenças orais tal como a gengivite, periodontite e pré-implantite.

Os checks-ups regulares no dentista asseguram que os implantes podem durar uma vida. Nesta consulta é executado um raio-x panorâmico, as próteses fixas são retiradas e limpas. As próteses acumulam restos de alimentos e tártaro. O ideal é que possam ser limpas cada 6 meses. Não sendo possível cumprir este prazo de cada seis meses, tente pelo menos uma vez por ano.São fundamentais as consultas de higiene após inserção do tratamento com implantes.
O dentista nas consultas regulares pode assegurar que os implantes estão livre de problemas e que não existe qualquer risco de desenvolverem problemas dentários no futuro. Se por acaso for diagnosticado algum tipo de doença relacionada com os implantes , o dentista poderá aplicar o melhor diagnóstico para suspender e retratar a doença de forma a que os implantes dentários possam ser salvos.
Existem inúmeros protocolos fixos. Abordamos as várias soluções no nosso blogue: ALL ON 4, unitários, zigomáticos, pontes de cerâmica fixas.
Leia mais sobre implantes dentários Lisboa


13/04/16

A ida ao dentista

                              As visitas ao dentista


Quase metade dos portugueses não vão ao dentista à mais de um ano. São estas as conclusões do segundo Barómetro Nacional de Saúde Oral que revelam cerca de 47% dos portugueses não consultam um médico dentista à mais de um ano. Cerca de 10% dos inquiridos responde que nunca vai.
De acordo com os dados do barómetro realizado no ano de 2015 pela consultora QSP em Portugal e nas regiões autónomas, cerca de 7,7% dos portugueses não vão ao dentista há pelo menos 5 anos e 34,3% nunca visitam o dentista a menos que estejam cheios de dores de dentes.

Revela o mesmo estudo que mulheres jovens e residentes no interior norte e de classe social mais elevada são quem mais marcam consultas no dentista. Os que menos marcam são os idosos , os habitantes do Sul do país e os da classe social D (quem tem menos rendimentos).

Para o bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas, Orlando Silva, os dados são preocupantes devido ao impacto que a saúde oral tem nas doenças cardiovasculares e diabetes.

A conclusão deste inquérito revela que :
  • 28% dos portugueses tem a dentição completa.
  • Cerca de 37% tem falta de seis ou mais dentes.
  • Cerca de 54% da população tem falta de dentes e não tem nada a substitui-los.
  • Não existe o hábito de marcar consultas para check-ups de rotina.
Conclusão:

É preciso colocar médicos dentistas nos centros de Saúde e nos hospitais públicos, estabelecer convenções entre o Estado e clínicas e consultórios de medicina dentária. Constata-se que os pacientes vão ao dentista apenas em última instância e quando estão muito debilitados. Sai sempre mais barato prevenir do que curar.
Fonte: Maxillaris Portugal

Leia mais sobre clínicas dentárias....
                                                   
 Leia mais sobre dentistas Lisboa...