Tabaco e saúde oral


dentes e cigarros


Nos últimos dez anos, organizações mundiais e nacionais de saúde, apresentam campanhas onde é mostrado os malefícios do tabaco na saúde em geral.

Apesar disso, a indústria dos cigarros, cigarrilhas, tabaco para cachimbo e charutos, altamente lucrativa, através de estudos de mercado e de publicidade atractiva, dirige-se a adultos e jovens.

O vício de fumar é difícil de perder e os seus malefícios afectam não só a saúde em geral  como a saúde oral em particular.

Quais as principais doenças orais causadas pelo tabaco?

  • Cancros da boca nomeadamente da língua.
  • Leucoplasias (lesões denominadas de pré-malignas)
  • Os dentes ficam escuros, manchados e podem perder-se prematuros. 
  • O tabaco pode originar gengivite e periodontite.
  • O fumo dos cigarros provoca halitose ou mau hálito.
O tabaco altera os dentes naturais e as próteses dentárias artificiais; as próteses ficam amareladas e tendem a escurecer. O aspecto fica desagradável e pode parecer falta de higiene.

O fumo e a gravidez.

As mulheres que fumam são sempre aconselhadas a suspender ou diminuir o consumo de cigarros. O tabaco e o fumo prejudicam o bebe ainda no ventre da mãe. Devido também a razões hormonais as mulheres nesta altura da vida estão mais vulneráveis e sujeitas a inflamação das gengivas.

O tabaco e os implantes dentários.

Está provado que a taxa de insucesso em fumadores é maior, principalmente se a pessoa for um grande consumidor de tabaco. Os profissionais de saúde aconselham a redução do consumo antes e após o tratamento para evitar a dificuldade de cicatrização e outros problemas relacionados com o seu consumo.

O consumo de tabaco, o olfacto e o paladar.

O tabagismo altera negativamente o cheiro e o sabor dos alimentos. O olfacto é menor e os alimentos parecem não ter grande sabor. Em certas profissões tais como provador de vinhos, cozinheiro ou perfumista, se o trabalhador fumar , esse hábito irá intervir negativamente na sua vida laboral.