Manutenção

implante dentario
Manutenção de implantes
Visitar o dentista é determinante para o sucesso a longo prazo da implantologia. Tanto o médico  como o paciente devem manter a preocupação de vigiar a saúde dos tecidos perimplantares (osso e mucosa) evitando assim complicações futuras ou fracassos secundários.
Higiene bucal 
É muito importante e indispensável a colaboração do paciente. O médico deverá ensinar a cada paciente a utilização correcta dos instrumentos de escovagem. O objectivo é que a eliminação diária da placa bacteriana seja eficaz.
Pós-cirúrgica
Após a cirurgia e até retirar os pontos o paciente deve fazer bochechos. A gengiva , pilares implantares e mucosa devem ser escovadas com uma escova macia e algumas semanas depois retomar a escovação normal.

A  longo prazo
A prótese e a área de junção devem ser mantidas limpas com o auxilio de escova manual ou eléctrica. As pastas dentífricas devem ser pouco abrasivas e sem fluoretos ácidos. O fio dental deve ser trançado, reforçado, fino ou espesso.
O controlo regulare no dentista implica exame clínico, exame radiográfico, controlo da eficácia da higiene do paciente, eliminação dos depósitos de placa e tártaro.

Exame clínico - consiste em apreciar o aspecto da mucosa e controlar o índice de placa e a quantidade de tártaro. Neste exame é medida a profundidade das bolsas em volta dos implantes com sondas de plástico. É feito o controlo da oclusão da prótese.