Osteointegração

É o processo em que se forma osso em redor do implante.

A ósseo integração pode ser comparada com o processo de cicatrização de uma fractura em que os fragmentos fracturados se tornam unidos por osso. Ao contrário do que ocorre numa factura, no processo de ósseo integração a união não se faz entre osso e osso, mas sim entre osso e a superfície do implante.
Para que ocorra a ósseo integração desejada é fundamental a existência de um material bio inerte ou bio activo e com uma superfície adequada para a deposição óssea. Este material é o titânio.

implantes
Osseointegração de implantes

O titânio tanto na sua forma comercialmente pura  como vendido em ligas específicas é um material bio inerte e o material de eleição, usado tanto na cirurgia ortopédica como na medicina dentária.
Outros materiais como o oxido de alumínio desapareceram do mercado no final da década de oitenta porque não conseguiram provar a mesma resistência e biocompatibilidade.

Depende dos seguintes factores:

1. Biocompatibilidade do material.
2. O desenho do parafuso de titânio.
3. As características da superfície.
4. A quantidade de osso disponível em altura e largura. A qualidade óssea.
5. A técnica cirúrgica utilizada. Esta deve ser o mais atraumática possível.
6. As forças de carga aplicadas depois da sua colocação.