A boca

A saliva


implantes de dentes
Implantes de dentes
Os medicamentos que reduzem a secreção da saliva são os anti-histamínicos, descongestionantes, analgésicos e diuréticos. Ir bebendo água ao longo do dia pode ajudar a remediar a falta de saliva. Mastigue pastilhas elásticas sem açúcar principalmente depois das refeições. Procure marcas que contenham xilitol, adoçante natural que pode ajudar
a reduzir os níveis de bactérias orais ajudando ainda a combater a doença das gengivas. A segregação natural de saliva ajuda a limpar a boca. A quantidade deficitária de saliva contribui para o aparecimento de placa. A placa é uma mistura de bactérias que reforçam o risco de cáries.
Quando se refere saúde oral de uma forma geral associamos aos dentes. No entanto há várias estruturas importantes na boca: a língua, os dentes e o periodonto que é constituído pela gengiva, osso e ligamentos periodontais. Outras estruturas que não são visíveis são as glândulas salivares.

Glândulas salivares


implantes de dentes
Implantes dentários
São quatro as glândulas salivares principais. Existem as sublinguais e as parótidas. As primeiras estão situadas por baixo da língua. Possuem dois canais de drenagem que terminam em dois orifícios situados atrás dos dois incisivos centrais inferiores. Estes orifícios são os responsáveis pela saliva na parte anterior da maxila inferior. As parótidas estão situadas na parte posterior dos maxilares e estão associada à parotidite ou "papeira". No interior das bochechas existe uma pequena saliência que por vezes mordemos sem querer. Em cada bochecha está uma saliência que é a saída do do canal de drenagem da parótida.
As glândulas salivares segregam a saliva muito importante para a saúde oral como já acima referimos.

Língua


A língua é de extrema importância para a fonética e paladar. Na língua encontramos as chamadas papilas gustativas que permitem distinguir sabores e saborear alimentos. Mesmo que se usem implantes dentários ou próteses dentárias que cobrem o céu da boca pelo seu palato, estas próteses fixas ou removíveis não interferem com o sabor dos alimentos porque as papilas do sabor estão na língua.  A cor da língua pode alterar-se em estados febris e ficar vermelha em algumas doenças.  Ainda hoje a observação da língua permite ao médico fazer um diagnostico.