Enxerto cirurgico

osso
Implantologia
Para colocar um implante dentário é fundamental avaliar a quantidade e qualidade de osso disponível. O osso permite o processo de osteointegração essencial para fixar o parafuso de titânio.

A osseointegração caracteriza-se pela passagem das células do osso do maxilar para a superfície de titânio. Com este processo o implante fica fortemente ancorado e apto a servir de suporte para o novo dente. Este dente deverá conseguir suportar a tensão da força mastigatória.

Se o candidato à cirurgia de implantes dentários não tiver osso suficiente existem procedimentos cirúrgicos para aumentar altura ou espessura óssea ao maxilar. Estas técnicas denominam-se por enxerto de osso e elevação de seio. Permitem recuperar o osso atrofiado acrescentando-lhe o volume necessário; é a chamada regeneração óssea.

A regeneração óssea guiada permite corrigir defeitos e preencher falta de osso e gengiva através de técnicas precisas e biomateriais adequados.

Os nossos médicos dentistas utilizam as técnicas da cirurgia de regeneração óssea guiada com precisão e sabedoria. Estas técnicas são tão úteis e com os mesmos resultados práticos que a técnica de colocação de implantes. Ambas, fundamentais e imprescindíveis para que o resultado final fique esteticamente perfeito.